Navigate / search

A incessante busca do duplo sentido

gaybonito.jpg

Feriado chegando e as opções de viagem com duplo sentido estão aí! Olha só que belo pacote para conhecer os bonitos de Bonito (Mato Grosso do Sul) em uma condição de pagamento pra lá de pertinente.
Esse post foi uma sugestão de Fabio Flores, que já marcou a sua passagem, mas antes vai fazer uma escala em Ponta Grossa, Pau Grande e Curralinho.
Fonte: Jornal A Gazeta, dia 29 de agosto de 2007

Desde os primórdios até hoje em dia…

Em meio às comemorações que espocam em todo o Brasil em homenagem aos 3 anos de Nadaver, vale a pena um esclarecimento. Muito antes de internet se sentir a bam-bam-bam entre os jovens, o Nadaver já existia, porém em forma de jornal e revista, e chamava-se Nada a Ver Daily. Foram 7 edições, de 1993 a 1996, circulando entre os cursos de Comunicação Social, Administração, Economia e Direito, da UFES. Após essa última edição impressa, muita coisa aconteceu em minha vida e na do Alexandre. Ele, num ato intempestivo, me disse que ia comprar cigarro e só voltou 8 anos depois numa catinga de fumaça e com um pigarro nojento, bafudo e com voz de Pato Donald. Eu, por sua vez, fiquei esperando pacientemente o seu regresso aperfeiçoando o meu tricot, praticando ballet e assando um filet. O resto todos nós sabemos, fui para a Casa dos Artistas, dei uma rasteira no Alexandre Frota, cuspi no Supla, peidei na mão e esfreguei na cara do Mario Veloso (alguém lembra dele?). Depois de perceber que eu tinha muito dim dim, vida e casa própria, Alê voltou de braços abertos, porém o recebi com um litro de Creolina pra passar no seu suvaco, já que o bicho fedia horrores. Em suma, essa é a nossa vida. Nada diferente da sua, dos seus amigos e do Peter Parker.

jornal-nadaver.jpg

São muitos produtos da linha Nadaver, que só não estão disponíveis à venda, porque temos de pedir permissão às traças.

Olha a cabelereira do Zezé!

grecin.jpg

A gente sabe bem que a publicidade utiliza modelos bonitões para que o consumidor se identifique com um produto e com o estilo de vida retratado ali. Mas, se for para ficar belo como essas figuraças aí das embalagens de Grecin, acho que prefiro ficar carecão. Até no suvaco!
obs: ficou maneiro no barbudão esse estilo à la Falcon…