Navigate / search

Curi

Clóvis era um homem simples. Do primeiro raiar do sol até a hora de repouso, exalava sua alegria por onde ia. Sempre com o seu agradável e canoro assobio. Apelidado de Curió, tudo ia bem até que testemunhou um assassinato. O chefe do tráfico local, acusado de ser o mentor conhecia bem o mimoso Clóvis. “Se Clóvis deixar de assobiar para falar…estou frito”. Então ordenou que seus capangas o executassem. Após darem cabo do saudoso Clóvis, foram saber com o chefe o porquê do assassinato, no que ele respondeu: “Clóvis era um homem que assobia demais”.

As últimas palavras do boa-praça Clóvis foram fiu-fiu-fiu-fiu-fiu