Navigate / search

Me ter é bom

me-ter-exp

Não vejo nenhuma razão para tanto espantamento. A família Sarney está mais que acostumada em “me ter” a mão no dinheiro público, “me ter” parentes e amigos em cargos privilegiados.
Só mais uma: se “me ter” como funcionário ele considera bom, imagina quando virar chefe.
Mais aqui.