Navigate / search

Uma conversa sobre Roberto Carlos

Estava Sentado à Beira do Caminho, curtindo o Além do Horizonte, quando vi O Portão de minha Amada Amante. Pensei em ir lá apenas para falar Como Vai Você? Desisti. Era muito cedo para tantas Emoções, até por que ontem na Festa de Arromba, fiz um Desabafo tão forte que fiquei com medo da reação da Fera Ferida. Preferi ir na casa de um Amigo, que É Papo Firme, e que ficava a poucas Cavalgadas dali. De repente, rola até uma sobra do Café da Manhã. Toquei a campanhia. Fui atendido por uma Mulher Pequena, parecia uma Mulher de 40, que, se não me engano, já foi Namoradinha de um Amigo Meu.
– “Você Outra Vez?”, disse ela.
Se você pensa que eu estive aqui, enganou-se. Deve ter sido o Sósia”, retruquei.
– “Nossa, mas alguns Detalhes são idênticos aos do Caminhoneiro que passou há algumas horas para entregar um kit de Cama e Mesa.”
– “Como assim? Acho que Querem acabar comigo”, exclamei assustado.
Decidi ir embora. Foi quando ela me gritou e disse:
-“Se você pretende partir, volte! Falando sério, eu estava de brincadeira com você. É pegadinha do Mallandro. Eu sou terrível, né. Se eu não zoar, não mantenho a Minha Fama de Mau. Brincar é sempre bom. É preciso saber viver”, finalizou.

Ensaio sobre o Roupa Nova – parte 2

Recentemente publicamos um post sobre a banda Roupa Nova. Curiosamente, aconteceu algo bacana que consideramos válido compartilhar com os leitores. A nadavérica Giovana Vicenzi se empolgou e lascou a criar uma penca de frases para o referido grupo musical. O resultado total da tresloucada leitora pode ser conferido abaixo na continuação da série.

• Ser figurinista do Roupa Nova é um pleonasmo.
• O Roupa Nova não tem empresários. Tem estilistas.
• O Roupa Nova tocou na São Paulo Fashion Week.
• Um dos integrantes do Roupa Nova já foi velejador e venceu muitas regatas.
• O Roupa Nova foi convidado para a trilha sonora de “O diabo veste Prada”.
• Os álbuns do Roupa Nova duram mais se lavados a seco.
• Roupa Nova e Calcinha Preta fizeram shows no mesmo dia. O Roupa Nova abriu e depois o Calcinha Preta entrou.
• Roupa Nova considera o Babado Novo uma peça fundamental na música popular.

Ensaio sobre o Roupa Nova

• O Roupa Nova não ensaia em estúdio. Eles passam o som num closet.
• Gostar de Roupa Nova não é tão fashion assim.
• Se a Globo lançasse uma coleção de cds com todas as músicas já utilizadas em novelas, 56% seriam canções do Roupa Nova.
• Roupa Nova tem cheiro de ácaros.
• Roupa Nova é o Fábio Jr. das bandas.
• Se a Antena 1 tocasse música nacional, começaria a programação tocando Roupa Nova.
• Roupa Nova é o limite máximo (e extremamente frágil) entre a música bem tocada e a breguice com requintes de vergonha alheia.
• Roupa Nova não é tocado em praias de nudismo.
• Os cds do Roupa Nova são vendidos nos tamanhos P, M e GG.
• Os integrantes do Roupa Nova tiveram aulas de etiqueta.

Pois é, antes de vir parar no blog esse post surgiu no Twitter do Nadaver.

Explica, Palocci

Para quem não conhece, o Bando de Conga é uma banda de humor capixaba que teve grande destaque recentemente ao compor uma paródia que retrata a onda de protestos de estudantes em Vitória-ES. Pois bem, os caras atacaram novamente e desta vez criaram um música pedindo explicações do ex-ministro Palocci sobre a origem do dinheiro que fez com o patrimônio dele tivesse um upgrade. Vale a pena ver.

Show do Bando de Conga – especial para os namorados

Para quem não sabe, de quinta-feira passada para cá, em Vitória-ES tem acontecido muitos protestos e manifestações por parte dos estudantes contra o preço absurdo do transporte coletivo capixaba. A polícia, em vez de tentar conter e pacificar, desceu o porrete na rapaziada sem dó. O Bando de Conga, acompanhando todos esses acontecimentos, decidiu fazer uma singela “homenagem” ao querido governador do Estado que, até então, está deixando o pau comer, sem buscar uma solução conciliadora. Quem quiser conferir essa música é só clicar aqui.